RSSYoutubeTwitter Facebook
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Notícias

24/12/2014 

Mambembe - Comida e outras Artes destaca-se no cenário cultural de Fortaleza

Para quem é minimamente atento está claro: a produção cultural em Fortaleza atravessa um momento de ebulição. Ganhamos o Cinema do Dragão-Fundação, com curadoria à altura (em contraponto ao domínio dos blockbusters); uma nova escola de formação, a Porto Iracema das Artes, cujos primeiros resultados parecem animadores; novos editais (como a Plataforma de Circulação de Música e Artes Cênicas do Ceará); programações especiais e intensas no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC); novas feiras; antigos espaços ocupados de maneiras inéditas.

Nesse contexto, há um local cuja atuação merece reconhecimento extra. Há quase dois anos, o Mambembe - Comida e outras Artes, na Praia de Iracema, segue com a proposta de garimpar e abrigar artistas da capital cearense (e de outras cidades), numa linha "menos mainstream", por assim dizer, em diferentes linguagens.

Por lá passam artistas visuais, músicos, bandas, performers, DJs, filmes e expositores, entre outros tipos de realizadores culturais, num espaço que combina restaurante, bar, casa de show e pista de dança.

Saldo
 

Inaugurado oficialmente em abril de 2013, nesse curto período o Mambembe já recebeu desde nomes tarimbados - como Fernando Catatau e a banda Passo Torto (Kiko Dinucci, Marcelo Cabral, Rodrigo Campos e Romulo Fróes) - até descobertas tipo Chinfrapala, Voyage Roset e a cantora Soledad Brandão.

No meio disso teve ainda uma galera boa do Ceará: o compositor e intérprete Daniel Groove (em seu primeiro disco solo, "Giramundo"), a banda Jardim das Horas e o projeto solo da vocalista Laya Lopes, dedicado a Gal Costa em "Fa-Tal" (todos atualmente morando em São Paulo); as cantoras Marta Aurélia, Paula Tesser e Lorena Nunes (respectivamente com os shows "Vagabunda Flor", "Valha" e "Ouvi Dizer Que Lá Faz Sol"), o guitarrista Vitor Colares (com o disco "Saboteur") e a estreante Januei (Augusto e Caio Viana, George Alexandre, João Luiz e Nyelsen Bruno).

De outras paragens vieram o projeto instrumental Lamber Vision (Samuel Fraga, Pedro Strelkow, Dustan Gallas e Catatau); a veterana Juçara Marçal (e seu também primeiro disco solo, "Encarnado") e o trio paulistano Metá Metá (Juçara, Kiko Dinucci e Thiago França). A agenda segue com festas ("Fertinha", hoje uma das principais atrações do calendário; "Festa do Terrêro!", com Tambor de Criola Filhos do Sol; "Let's Groove", dedicada a ritmos como afrobeat, black e soul; e "La Tabaquera", para dançar ritmos da America do Sul, Caribe e África), discotecagem e feiras, entre outras ações pontuais.

O restaurante é âncora da casa, que garante seu funcionamento de quarta a domingo. Nesse modelo "flex", o local mantém-se como um dos poucos (senão o único) na capital a privilegiar realizadores e artistas locais. Idealizado pela jornalista Dora Moreira, o ilustrador Ramon Cavalcante e o designer gráfico Darwin Marinho, o Mambembe hoje é tocado por esse último, pela administradora Inajá Abreu e a chef Luana Caiube.

Embora assine a programação do espaço, Darwin explica que todas as decisões são tomadas pelos três sócios. "Nem sempre entramos em consenso quanto às atrações, mas confiamos no gosto de cada um. A curadoria é um aspecto importante do Mambembe", frisa.

"Além disso, o esquema que oferecemos pros artistas é de parceria mesmo. Tentamos oferecer desde o melhor equipamento até a melhor divulgação possível. Mas a galera precisa estar disposta a correr riscos. Se dá certo (em termos de público, de bilheteria), dá certo pra todo mundo (casa e artistas); se dá errado, idem", explica, sem entrar em detalhes de negociações e porcentagens. Fica claro, porém, que é um esquema incomum no mercado local.

De fato, a inauguração foi sem muito planejamento. "Eu, Dora e Ramon já pensávamos na ideia, principalmente porque víamos uma produção cultural grade na cidade, especialmente de música e artes visuais, mas sem espaços para abrigá-la. Vários amigos com bons projetos sem lugar pra se apresentar", recorda Darwin.

"Coincidiu de aquele ser um ano em que estávamos, eu e Dora, saindo dos nossos empregos. Eu já estava trabalhando como DJ, pensando num lugar onde pudesse tocar, a Dora, gostando de cozinhar". O trio bateu martelo quando viu o imóvel onde hoje funciona a casa.

Crescimento

Inicialmente, a programação foi se construindo com amigos. À medida que o Mambembe se estabeleceu, os artistas passaram a procurar a casa. "O pessoal entra em contato, eu escuto o material e, se for o caso, tento encaixar na programação. Tentamos ser sempre abertos e deixar de lado o gosto pessoal. Tem coisas que você não curte mas percebe que é um bom trabalho, bem produzido", observa Darwin.

"É um exercício constante. Acontece de às vezes eu não gostar de uma banda de cara, mas depois do show acho ótimo, me surpreendo. Inclusive porque várias que nos procuram ou que nós pesquisamos ainda não têm uma gravação, uma mixagem boa. Então você precisa abstrair esses aspectos para reconhecer um bom trabalho", complementa.

Darwin cita um artista específico na trajetória do Mambembe, a partir do qual tomara a decisão de aumentar o espaço na programação dedicado aos shows. "O primeiro que fizemos foi com o DanChá (grupo formado por Danilo Guilherme na voz e violão e pelos integrantes do trio Chacomdéga). Depois dele passamos a fazer shows eventuais. Até a apresentação do Romulo Fróes, com o Passo Torto, em setembro de 2013. Foi tão marcante que passamos a fazer shows quase toda semana, nos obrigamos a isso" conta.

A necessidade, segundo o jovem, levou a uma pesquisa mais aprofundada. "Foi assim que cheguei ao Chinfrapala, por exemplo. Não tinha proximidade e não teria chegado até eles sem essa pesquisa constante", celebra. "A partir deles cheguei a Voyage Roset (Fortaleza), que nem tem nada gravado, mas fez uma apresentação maravilhosa, lotada", comenta o sócio.

Para o guitarrista Vitor Colares - que, além de assinar trabalho solo, integra a banda Fóssil e a banda que acompanha a cantora Soledad Brandão (selecionada para a segunda edição do Laboratório de Música do Porto Iracema) - o próprio formato das apresentações é um diferencial no Mambembe.

"Gosto da proposta do show no meio do salão, sem palco, com o público em volta, é uma experiência diferente, mais intimista, mais lúdica, olho no olho do público. Tipo alguns locais de São Paulo, como Casa do Mancha, Casa de Francisca", compara. "Além disso gosto do diálogo que eles estabelecem tanto com o público quanto com os artistas, rola um acolhimento muito massa"

Riscos

Apesar dos bons depoimentos e do relativo sucesso até agora, Darwin deixa claro que a empreitada é difícil. O retorno, em termos de público e bilheteria, é irregular a cada semana. "Depende muito do show. Embora tenha uma galera que sempre vai, mesmo sem saber qual a atração da noite. Quer queira, quer não, isso vem de um trabalho de formação de público", reconhece. "O desafio é despertar o interesse das pessoas", resume.

Igualmente desafiante é manter as finanças sempre no azul, em um delicado equilíbrio entre necessidade de bilheteria e proposta da casa. "Temos meses muito bons, outros nem tanto. Sempre é um aperreio, mas esse risco foi uma foi decisão que tomamos. Vamos levar pra frente enquanto nos fizer felizes".

Mais informações

Mambembe–Comida e outras Artes
(R.dosTabajaras, 368, Praia de Iracema).
Contato: (85)3048.6060
facebook.com/mambembecasadearte

Fonte: Diário do Nordeste
Última atualização: 24/12/2014 às 08:49:17
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
 

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO CEARÁ
  

 

Android cihazlariniz icin hileli apk indir adresi artik aktif bir sekilde hizmet içerir.
seks sohbet yapabileceginiz birbirinden guzel bayanlar telefonun ucunda sizleri yorumu. Üstün hd seks porno videolari itibaren bulunmakta.
Kayitli olmayan kileriler bilinmeyennumara.me isim soy isim sekilde sms ile bilgilendir.
Profesyonel ekip davul zurna istanbul arayan kisilerin kesinlikle kiralama yapabilecegi en guzel sitesi. Programsiz ve basit mp3 müzik programı sizler icin sitemizde bulunmaktadir.

Rua 24 de Maio 1289 - Centro - Fortaleza - Ceará CEP 60020-001 (85) 3252 4266/3226
9194 - bancariosce@bancariosce.org.br

 

porn izle - sohbet telefon - sohbet hatti - porno - porno film
Copyright © 2023. Todos os direitos reservados.
  www.igenio.com.br